NotíciasPortugalSaúde e Bem-EstarTemas Magazine

Médicos católicos pedem veto da lei de mudança de género

Médicos católicos pedem veto da lei de mudança de género

Associação dos Médicos Católicos Portugueses afirma que a dispensa de um relatório médico é de “uma enorme gravidade em termos de saúde pública”.

A Associação dos Médicos Católicos Portugueses (AMCP) apelou, esta segunda-feira, ao Presidente da República para vetar a lei que permite a mudança de género no registo civil a partir dos 16 anos sem necessidade de relatório médico.

Em comunicado, os médicos católicos admitem que a dispensa do relatório médico é considerada de “uma enorme gravidade em termos de saúde pública”.

A lei, aprovada na sexta-feira na Assembleia da República, “exclui a medicina, não tem qualquer base científica, já que não se apoia em qualquer diagnóstico médico de disforia de género, e dispensa o tratamento médico necessário para estes casos”, refere a associação.

Os médicos católicos acrescentam ainda que a lei não se baseia em “novas descobertas científicas, nem tão-pouco foi pedida pelos médicos portugueses”, sendo suportada por uma “ideologia de género”, que é “uma construção cultural, um produto da cultura e do pensamento humano, sendo totalmente desvinculada da biologia”.

“A história ensina-nos que sempre que a medicina se subjugou à ideologia, os resultados foram desastrosos para a humanidade, pelo que a AMCP apela ao Sr. Presidente da República para que vete esta lei”, salienta o comunicado.

No comunicado, os médicos dizem, também, que é estranho permitir a mudança de género numa idade em que se considera que os jovens ainda não têm maturidade para votar, conduzir um automóvel ou ingerir bebidas alcoólicas.

Marta Pinheiro

Next article Depressão pós-parto afeta desenvolvimento da criança
Previous article Lei de mudança de género aos 16 anos aprovada

Related posts

0 Comments

No Comments Yet!

You can be first to comment this post!

Leave a Comment

Your data will be safe! Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *